Grandes marcas na net

As grandes cadeias têxteis começam a apostar na abertura de lojas na Internet. Desta forma, marcas como Mango, H&M e Gap aprenderam a aproveitar as vantagens de coordenar as montras reais com as virtuais. Estas empresas assentam as bases dos seus negócios na Internet com prudência e calma. Este é o caso de algumas das grandes cadeias de moda, como Mango, H&M ou Gap, que iniciaram a ampliação das suas montras reais, “como mais um canal de venda”, refere Elena Carasso, directora comercial do grupo espanhol Mango. A Mango abriu as suas lojas online em plena febre tecnológica. De acordo com Elena Carasso «em Setembro de 2000 lançámos a Mangoshop.com na União Europeia e ampliámos a sua cobertura a outros países como a Suíça, Liechenstain ou Mónaco». Elena Carasso acrescenta que nas próximas semanas, a Mango online vai dar um salto qualitativo ao abrir o seu negócio ao mercado norte-americano, um dos mais activos no mercado electrónico. «A colocação em marcha do canal de venda virtual nos Estados Unidos serve como apresentação do desembarque físico que faremos em Maio neste país com a abertura de oito lojas». A H&M é outra das grandes cadeias de moda que aposta na Internet «como um dos muitos canais de distribuição existentes», tal como esclarece a empresa numa das suas apresentações. O grupo sueco venda na Internet desde 1998 nos países nórdicos. «No próximo mês de Setembro iremos ampliar o canal aos Países Baixos», explica a H&M Espanha.