GOTS facilita certificação para pequenos produtores

O Global Organic Textile Standard lançou o projeto Controlled Supply Chain Scheme para responder às dificuldades, nomeadamente financeiras e administrativas, dos operadores mais pequenos, permitindo uma certificação em grupo.

Sankei Meriyasu [©GOTS]

O projeto piloto, lançado em 2022, foi pensado para responder aos obstáculos dos pequenos produtores, nomeadamente em temos burocráticos e monetários, permitindo que seja seguido um processo de certificação em grupo, reduzindo assim o peso financeiro e administrativo sobre cada operador.

Desta forma, uma cadeia de aprovisionamento com um mínimo de oito e um máximo de 30 pequenas unidades produtivas – cada uma com 20 ou menos trabalhadores – pode ser considerada uma entidade certificada única após uma análise de risco abrangente pela entidade certificadora.

A Sankei Meriyasu, uma empresa japonesa com 97 anos especializada na produção artesanal de vestuário em malha, recebeu recentemente a certificação GOTS desta forma. «Enquanto primeiro grupo a receber a certificação GOTS CSCS (Controlled Supply Chain Scheme) no mundo, vamos continuar os nossos esforços para fazermos produtos de que nos orgulhamos e comunicar ao mundo os produtos feitos por este pequeno grupo local no Japão», afirma Ken Miki, CEO da Sankei Meriyasu.

Este projeto piloto vai ser revisto e avaliado no próximo ano. «O Controlled Supply Chain Scheme tem potencial para ter um impacto substancial, empoderando os pequenos operadores na cadeia de fornecimento têxtil orgânico e revolucionando a certificação GOTS. O nosso projeto piloto está a mostrar que o programa funciona como o pretendido, ultrapassando barreiras e expandindo oportunidades. Estamos ansiosos por melhorar e validar as exigências do CSCS, na expectativa de que seja completamente implementado em todos os mercados no futuro», indica Rahul Bhajekar, diretor-geral do GOTS.

A Global Standard, responsável pela certificação GOTS, sublinha em comunicado que «o GOTS continua empenhado em gerar oportunidades que expandam o mercado de têxteis orgânicos, beneficiando tanto os produtores como os consumidores. Os resultados positivos deste projeto amplificam a dedicação do GOTS à inovação, à sustentabilidade e ao empoderamento de todos os operadores, dos pequenos aos grandes. À medida que o panorama têxtil evolui, o GOTS está preparado para liderar o caminho, continuando a moldar um futuro em que as práticas sustentáveis prosperam e a estabelecer o padrão para a transformação da indústria mundial».