Gerber Childrenswear em baixa

O comerciante de vestuário de bebé e criança, Gerber Childrenswear, apresentou na passada Quinta-feira os seus resultados, com uma descida de 18,74 milhões de euros em 2000 para 15,22 milhões de euros em 2001. As vendas também desceram, de 294,45 milhões de euros para 237,99 milhões de euros em comparação com o mesmo período do ano passado. A margem bruta teve uma ligeira subida para 25,6%, contra os 24,2% do exercício anterior. Para o quarto trimestre de 2001, o resultado líquido foi de 2,84 milhões de euros, 15 cêntimos por acção, verifica-se novamente um descida em comparação com os resultados do quarto trimestre de 2000 onde os resultados líquidos atingiram os 5,91 milhões de euros. Comentando a performance anual da empresa, o presidente e director geral da empresa, Edward Kittredge, vincou que “2001 provou ser um ano desafiador para a nossa empresa como para muitos outros retalhistas e produtores de vestuário”. Segundo Kittredge, “o abrandamento nos gastos do consumidor tanto nos EUA como na Europa, juntamente com as falências dos maiores clientes, afectaram negativamente as nossas vendas líquidas e nós estamos descontentes com os nossos resultados finais”. O director geral acrescenta que “apesar de estarmos confiantes e bem posicionados para o futuro, reconhecemos que operamos num ambiente económico incerto e estamos cautelosos nas nossas previsões para o próximo ano”. Esta cautela leva a empresa a prever rendimentos entre os 232,88 milhões de euros e os 244,23 milhões de euros. A Gerber Childrenswear comercializa vestuário com o carimbo da Gerber, bem como da Baby Looney Tunes, Curity e Little Suzy’s Zoo – nomes de marcas licenciadas – e da marca registada Onesies.