Exportações com ligeira subida

De acordo com o Observatório Têxtil do CENESTAP, segundo os elementos actualmente disponíveis para o Comércio Internacional de Têxteis e Vestuário, a saída e a entrada registaram, de Janeiro a Maio de 2002, variações de 0,04% e de -0,96%, respectivamente, em relação aos valores nominais em euros registados em idêntico período do ano anterior, considerando os primeiros resultados de Janeiro a Maio de 2001. A variação homóloga do superávit da balança comercial de têxteis e de vestuário foi de 2,0%, com a taxa de cobertura a situar-se em 152,5% (151,0 % em 2001). Neste período, destaca-se, pela positiva, o comportamento das saídas de tapetes e outros revestimentos para pavimentos (+24,5%) e pela negativa a forte diminuição das saídas de Fibras sintéticas ou artificiais descontínuas (-23,5%). Desagregando os dados por sector, verifica-se que as saídas de têxteis apresentaram uma variação de -1,1% e as de vestuário de +0,9%. Do lado das entradas é de destacar o forte crescimento do vestuário (+12,8%) que foi compensado pela diminuição das entradas de têxteis (-6,6%). A análise ao comportamento do comércio internacional dos últimos meses permite considerar que os resultados de Maio foram globalmente positivos, representando uma inflexão da tendência que as exportações apresentavam desde o inicio do ano.