Europeus gostam cada vez mais da Nike

A empresa desportiva, Nike, conseguiu melhorar o seu lucro líquido em cerca de 4%, para 10 mil milhões de euros no ano fiscal de 2001 terminado a 31 de Maio. Os lucros líquidos da empresa subiram cerca de 12%, para 673,92 milhões de euros durante este período. Os negócios da Nike na Europa cresceram 6% para 2,74 mil milhões de euros. O calçado atingiu melhores resultados aumentando 9% para 1,63 mil milhões de euros, enquanto que o vestuário subiu 2%, para 193 milhões de euros. Os restantes mercados internacionais da Nike também registaram um aumento. A região de Ásia-Pacifico teve um aumento de 9% para 1,22 mil milhões de euros. Os lucros nas Américas, excepto nos Estados Unidos, cresceram 7% para 144 milhões. Os EUA foram o único país onde o crescimento foi abaixo da média, situando-se apenas nos 2%. Mas os resultados globais nos Estados Unidos, em termos de volume, atingiram um volume de negócios de 5 mil milhões de euros. O calçado teve a fatia maior alcançando os 3,25 mil milhões de euros apesar da perda de 1%, seguida pelo vestuário que alcançou 1,32 mil milhões de euros, um crescimento de 4% e um espantoso aumento de 22% no equipamento, onde o volume de negócios total foi de 433 milhões de euros.