Europa dedica semana à prevenção de resíduos

Até 27 de novembro, os têxteis circulares e sustentáveis estão em foco na Semana Europeia da Prevenção de Resíduos. Em Portugal, as iniciativas incluem conferências e workshops um pouco por todo o país, de Viana do Castelo a Beja, passando por Guimarães, Coimbra e Sintra.

[©Serviços Municipalizados de Sintra]

A iniciativa dedicada à prevenção de resíduos, que tem abrangência europeia e começou no dia 19 de novembro, pretende chamar a atenção para o excesso de consumo de artigos de moda. «Tornou-se comum adquirir várias peças de roupa numa estação, sabendo que na estação seguinte essas roupas serão substituídas por outras. Com a rapidez com que se compra e se deita fora a roupa, a indústria da moda adaptou-se, produzindo em grande escala e rapidamente, e em alguns casos produzindo peças mais baratas e de menor qualidade acompanhando as tendências de cada estação», explica a Agência Portuguesa do Ambiente, que é a coordenadora nacional da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos.

«O impacto a nível mundial desta nova realidade traz graves consequências para o ambiente, bem como para a sustentabilidade na obtenção de matérias-primas virgens. A Comissão Europeia (na ficha informativa Sustainable and Circular Textiles by 2030, 30 de março de 2022) refere que o consumo europeu de têxteis tem o 4.º maior impacto no ambiente e nas alterações climáticas. Urge por isso atuar neste sector», acrescenta.

Por isso mesmo, a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos ou EWWE – European Week for Waste Reduction, em inglês, tem como tema “Têxteis circulares & sustentáveis, o lixo está fora de moda!”.

Várias entidades responderam ao convite para desenvolverem iniciativas neste sentido. O município de Guimarães, o Laboratório da Paisagem, o Centro para a Valorização de Resíduos – CVR, a Escola de Engenharia da Universidade do Minho e a To Be Green, uma spinoff da Universidade do Minho, juntaram-se para aumentar a consciencialização sobre a necessidade de redução de resíduos, reutilização de produtos e estratégias de reciclagem de materiais da União Europeia e dos Estados-Membros e organizaram três conferências sobre a temática.

[©Agência Portuguesa do Ambiente]
A primeira decorreu no passado dia 16 de novembro, com a intervenção do empresário Lars Gotterup sobre “Sustentabilidade: de dedo indicador moral para a bússola ética”. Hoje, dia 21 de novembro, o Laboratório da Paisagem de Guimarães acolhe a conferência “Têxteis Circulares e Sustentáveis: As boas práticas das empresas”, onde irão participar a Valérius 360 e a Fibrenamics e serão mostradas boas práticas empresariais. O Município de Guimarães e o Laboratório da Paisagem irão ainda apresentar o trabalho de mapeamento dos resíduos têxteis do concelho.

Já a última conferência, no dia 23 de novembro na Universidade do Minho, será dedicada à “Investigação, Inovação & Desenvolvimento”, onde diversas entidades ligadas à academia, incluindo o 2C2T, irão apresentar projetos inovadores na área têxtil.

Do programa em Guimarães fazem ainda parte outras ações, como a entrega de material valorizado da reciclagem de máscaras descartáveis recolhidas nas escolas do concelho desde janeiro de 2021 e que darão agora origem a brindes para as escolas participantes e a cabides que serão entregues nas diversas lojas do Comércio Tradicional de Guimarães. Estão ainda a ser distribuídos sacos de pano e mantas no Mercado Municipal e nas esplanadas dos restaurantes e bares do Centro Histórico, respetivamente, produzidos a partir de resíduos têxteis pós-consumo.

De Norte a Sul do país

Mais a norte, em Viana do Castelo, o centro comercial Estação Viana recebe uma instalação de recolha de têxteis para dar uma nova vida ao vestuário usado. O centro convida os visitantes a trazer peças de vestuário e calçado que já não usam, sendo os mesmos posteriormente doados a instituições de solidariedade, contribuindo, dessa forma, para uma economia mais circular.

A campanha é uma iniciativa de vários parceiros, incluindo os Serviços Municipalizados de Viana do Castelo, a Câmara Municipal de Viana do Castelo, o Núcleo de Design do Instituto Politécnico de Viana do Castelo e as empresas gestoras de têxteis Ultriplo, Wippytex e Sarah Trading.

[©To Be Green]
«É muito importante para o Estação Viana receber ações de sensibilização, principalmente sobre temas da ordem do dia, como as alterações climáticas e o que é possível fazer para as combater. Estas iniciativas mostram aos nossos visitantes que não somos apenas um espaço destinado a compras, mas um centro com preocupações ambientais e sociais», afirma José Duarte Glória, diretor do Estação Viana.

Em Coimbra, uma iniciativa conjunta do município com o Instituto Politécnico da cidade promove, de 22 a 24 de novembro, entre as 10h00 e as 16h00, na Praça dos Heróis do Ultramar – Pavilhão Municipal Multidesportos Mário Mexia, a “Feira de Prevenção dos Resíduos”, que prevê a realização de vários workshops, nomeadamente um sobre a transformação de tecidos usados em sacos de pano para o pão, um outro sobre compostagem e fibras vegetais utilizadas no vestuário e ainda um outro intitulado “eco-t-shirt” para a reutilização de t-shirts. Será ainda realizado um desfile com roupas de marcas portuguesas e outras peças que foram modificadas a partir de vestuário que já não era usado. A iniciativa inclui também um espaço para troca e para doação de roupa usada, que será encaminhada para instituições de solidariedade social.

E em Sintra, entre outras iniciativas, será dado destaque, no dia 25 de novembro, entre as 14h30 e as 16h, ao Projeto de Valorização e Reciclagem de Têxteis e Máscaras, desenvolvido em parceria entre o Município de Sintra e a To Be Green, que tem como objetivo promover a valorização e reciclagem dos resíduos têxteis.

[©Câmara Municipal de Beja]
Já em Beja serão realizadas várias ações de proximidade e de sensibilização ambiental dinamizadas pelo projeto Beja Sustentabilidade Global, incluindo a ativação da campanha “Porta(a)Porta”: BEJA cidade limpa, que visa sensibilizar e reforçar compromissos sustentáveis, num primeiro momento com a população abrangida pelo sistema de recolha de resíduos PAYT (Pay-As-You-Throw), residente no centro histórico da cidade, estando neste contexto previstas ações de rua junto da comunidade e, para os mais novos, no dia 24 de novembro, no Teatro Municipal Pax-Julia, será apresentado o espetáculo pedagógico “O Planeta Limpo do Filipe Pinto”, com entrada gratuita.