Escândalo na moda indiana

A polícia indiana vai realizar um inquérito na sequência de acusações de obscenidade após um desfile de moda a semana passada em Bombaim. Durante o referido desfile, uma manequim viu o seu corpete deslizar e revelar o seus seios enquanto que o rabo de uma outra apareceu devido a um problema com o fecho da sua saia. Os media, que se regalaram com o espectáculo, questionam se os criadores não conspiraram para publicitar um desfile pouco concorrido, organizado justo antes da semana da moda de Nova Deli, extremamente bem concorrida. As autoridades regionais revelaram ter solicitado um inquérito policial para determinar se as manequins mostraram mais do que deviam de forma fortuita ou deliberada. «Vamos verificar se houve obscenidade e se estes incidentes foram fruto de um acaso infeliz ou de um acto deliberado», afirmou R. R. Patil, chefe-adjunto do governo de Maharashtra (Estado cuja capital é Bombaim). «Se se provar que se tratou de uma publicidade orquestrada, será levada a cabo uma severa acção contra os culpados». Patil é conhecido pelas suas campanhas moralistas, tendo já interditado os bares com dançarinas no ano transacto, o que levou ao encerramento de numerosos clubes e pubs na capital financeira da Índia.