E os vencedores foram…

Integrado nas celebrações do 25º aniversário do Conselho da Moda Britânico, teve lugar na passada quarta-feira a entrega dos mais conceituados prémios de moda do Reino Unido. Os British Fashion Awards 2009 voltaram a distinguir algumas das maiores personalidades do mundo da moda, como foi o caso do criador britânico Christopher Bailey. O director criativo da marca Burberry foi eleito o Designer do Ano pelos seus inovadores designs e criações de vestuário e acessórios. Mais um prémio este prodígio da moda que, só no ano transacto, recebeu das mãos da rainha Isabel II o título de “Membro da Ordem do Império Britânico” pelos seus serviços à indústria da moda. A par de Bailey, os prémios britânicos da moda distinguiram igualmente a filha de Mick Jagger, como Modelo do Ano. Georgia May Jagger é actualmente o rosto da marca Hudson Jeans e realizou igualmente a campanha de Primavera/Verão 2010 da empresa italiana Versace. A cerimónia, que contou com o patrocínio da Swarovski, apostou sobretudo numa nova categoria, o prémio London 25, que elegeu por votação popular a personalidade que melhor encarna o espírito de Londres, assimilando-se a um verdadeiro embaixador internacional da moda britânica. O vencedor foi a sempre popular manequim e agora estilista Kate Moss. De igual forma, o designer John Galliano, um dos criadores mais influentes da sua geração, recebeu o prémio de carreira pelo seu contributo ao mundo da moda. Christopher Kane, que cria para a sua empresa epónima, assim como para a Topshop e para a Versace, ganhou o prémio de Melhor Colecção Britânica do Ano, enquanto que o prémio de Melhor Talento Emergente Swarovski, destinado às melhores colecções de vestuário e acessórios, foi obtido por Peter Pilotto e Holly Fulton, respectivamente. Os British Fashion Awards contaram igualmente com a presença de outras figuras de destaque do mundo da moda, como a top-model alemã Claudia Schiffer, a criadora Vivienne Westwood, a modelo russa Natalia Vodianova, os designers ingleses Henry Holland e Gareth Pugh, assim como o criador escocês Jonathan Saunders.