Dois hits da CPD

Um dos pontos em destaque nesta edição da CPD, feira de moda internacional, de 5 a 7 de Fevereiro, foi o programa de eventos paralelos, que contribuem, e muito, para que a CPD continue a atrair, em força, o sector da moda. Um dos exemplos foi o desfile de moda “Catwalk with Ball”, que tirou proveito da onda mediática à volta do Mundial de Futebol 2006, organizado em cooperação com a “Nationale DFB Culture Foundation WM 2006“, com a participação de jovens e emergentes designers. Mas o verdadeiro hit desta edição foi a homenagem prestada à irreverente e marcante estilista britânica Vivienne Westwood, com a organização de uma exposição, muito bem conseguida, das suas colecções de moda feminina concebidas nos últimos 33 anos, a maior que já foi feita sobre si. Conhecida pela sua criação estética rebelde e marginal, a exposição mostrou desde os primeiros figurinos punk, com corpos envoltos em correntes, até aos conhecidos modelos inspirados no estilo neoclássico francês. Na conferência inaugural da exposição, muito concorrida, mostrou, através das suas declarações e atitude, que a irreverência continua a ser uma das suas “imagens de marca”.