Diversificação marca Texworld Apparel Sourcing

A feira parisiense de tecidos e vestuário, que tem já datas marcadas para a edição de julho, acolheu cerca de 8.000 visitantes profissionais e 1.300 expositores, com uma oferta mais abrangente, diversificada e acessível.

[©Messe Frankfurt]

De acordo com a organização, a cargo da Messe Frankfurt France, os números permaneceram estáveis nesta edição, que decorreu de 5 a 7 de fevereiro, mas houve uma maior diversificação de mercados – com empresas provenientes de 25 países –, assim como uma oferta que cobriu diferentes segmentos.

A Messe Frankfurt refere que «a concentração sem precedentes de empresas internacionais na Europa, que excedeu em número as de fevereiro de 2019, vem lembrar o papel central dos mercados europeus para a indústria mundial de moda».

Em termos de visitantes, a França, com 20%, ocupa o primeiro lugar de proveniência de compradores, seguida do Reino Unido (8,3%), Itália (7,9%), Turquia (7,2%) e Espanha (6,8%). «Este evento parisiense está a mostrar ser um ponto essencial de contacto entre designers, compradores e fornecedores de tecidos ou produtos acabados», acrescenta a organização.

«Apesar do abrandamento no mercado de vestuário, a Europa continua a ser um grande mercado para os produtores de têxteis e produtos acabados», explica Frédéric Bougeard, presidente da Messe Frankfurt France. «Para alguns players, está a tornar-se um mercado estratégico para compensar as incertezas que pesam sobre os mercados americano e russo», indica, acrescentando que «a nossa missão é cumprir o nosso papel enquanto mercado, adaptar-nos a estas mudanças e tornar a oferta internacional cada vez mais acessível», refere Frédéric Bougeard.

[©Messe Frankfurt]
[©Messe Frankfurt]
A edição de fevereiro da Texworld Apparel Sourcing também realçou o sourcing de proximidade, incluindo nove empresas ucranianas reunidas sob a alçada da associação das indústrias de têxtil e couro da Ucrânia (Ukrlegprom), assim como empresas da Bulgária, Itália e Países Baixos, que, aponta a organização, puderam aproveitar a visibilidade da feira para incluir o seu conhecimento nos planos de aprovisionamento de compradores franceses e europeus.

«Queremos aumentar estas iniciativas e vamos apresentar propostas nas nossas próximas feiras, mas também, e porque não, em diferentes formatos», adianta Frédéric Bougeard.

A feira – que adotou a nova designação Texworld Apparel Sourcing Paris para melhor ilustrar a sua expansão para diferentes universos, especialmente na área do vestuário – estreou ainda a iniciativa Econogy, que pretende promover os negócios com preocupações de sustentabilidade, que irá prosseguir no futuro.

A data da próxima edição da Texworld Apparel Sourcing Paris já está, de resto, confirmada, devendo realizar-se de 1 a 3 de julho. «A feira, que vai manter o mesmo tamanho e oferecer uma gama de produtos mais seletiva, vai refletir esta convergência entre têxteis e produtos acabados», refere a organização, que sublinha que «esta edição não terá qualquer interação com os Jogos Olímpicos Paris 2024, que abrem a 26 de julho, três semanas depois da Texworld Apparel Sourcing Paris».