Decenio veste olímpicos portugueses com amor

Os trajes que os atletas portugueses vão vestir nos Jogos Olímpicos Paris 2024, desenhados e produzidos pela Decenio, foram apresentados esta semana. Entre as inspirações estão os tradicionais lenços dos namorados.

[©Decenio]

Os trajes formais, da autoria da Decenio, e os equipamentos, produzidos pela Joma, foram revelados no passado dia 7 de maio no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, uma localização icónica por ser, como destacou o Comité Olímpico, «uma das portas de saída dos atletas da Equipa Portugal rumo a Paris».

Os atletas Filipa Martins (ginástica), Bárbara Timo e Patrícia Sampaio (judo), Angélica André (natação), Eliana Bandeira, Rui Pinto, Susana Godinho, Pedro Buaró, Tiago Pereira e Evelise Veiga (atletismo), Eduardo Marques (vela) e Miguel Frazão (esgrima) envergaram os novos coordenados, que assumem o amor como conceito principal.

[©Decenio]
«O amor é o conceito de base a partir do qual a Joma, para os equipamentos desportivos, e a Decenio, para os trajes, desenvolveram o seu trabalho (…) como resposta a um mundo que atravessa guerras, vive em tensões geopolíticas, tem de responder a emergências climáticas, crises humanitárias e desafios económicos», sublinhou o Comité Olímpico.

A coleção da Decenio procura combinar elegância, sofisticação e portugalidade, enquanto a coleção da Joma transmite força, tecnologia e qualidade.

«Mais do que vestir os atletas, a Decenio quis enviar uma mensagem de amor a todo o mundo, numa altura de tantas guerras e conflitos. Para isso, abraçou uma tradição muito portuguesa e original – as mensagens de amor dos bordados populares – que serviu de inspiração para o padrão exclusivo presente em algumas das peças e que se tornou a imagem de marca dos trajes da Equipa Portugal», explica a Decenio.

[©Decenio]
«No coração de todos os portugueses», «coragem», «esforço» «dedicação», «vitória» e «orgulho» são algumas das frases e palavras que se podem ler nas peças, quer no exterior dos polos, quer no forro dos fatos mais formais.

A Decenio tinha já anunciado em agosto do ano passado que tinha aceitado «o desafio de vestir os atletas olímpicos nas cerimónias de abertura e encerramento da competição, assim como noutros momentos formais e informais, assumindo-o com um grande sentido de responsabilidade, tal como fez nos últimos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020».