Dan River com graves perdas

A Dan River fabricante de tecidos para vestuário e têxteis lar, registou uma perda maior no quarto trimestre, altura em que registava despesas de reestruturação e dívidas relacionadas com a apresentação da falência da Kmart. A empresa sediada em Danville, na Virgínia, que previa um ressalto nos lucros para o segundo trimestre devido ao aumento nas encomendas e baixos custos na matéria-prima, apresentou perdas líquidas de 11,48 milhões de euros, ou 53 cêntimos por acção, em comparação com as perdas de 2,64 milhões, ou 11 cêntimos por acção, no ano anterior. Os últimos resultados continham custos extraordinários de taxas antes de impostos de cerca de 4,94 milhões de euros, consistindo principalmente num reconhecimento contabilístico de perdas em relação à consolidação anunciada pela empresa em Dezembro último. Para além disso, a Dan River vai incorrer em custos extraordinários no valor de 4,02 milhões de euros, pela necessidade de provisionar os créditos relativos às encomendas da Kmart, que pediu falência ao abrigo do Capítulo 11, em Janeiro. Sem as despesas relacionadas com a consolidação e pedido de falência da Kmart, a empresa apresentou uma perda de 6,08 milhões de euros, ou 28 cêntimos por acção. As vendas líquidas para o quarto trimestre de 2001 desceram 12,1%, de 190,31 milhões de euros para 167,36 milhões de euros.