Cycora reconhecido pelo CETI

Uma avaliação independente do CETI concluiu que o poliéster regenerado cycora responde aos padrões de fiação de materiais virgens e tem uma melhor performance do que outros materiais reciclados.

[©Ambercycle]

A avaliação do centro tecnológico francês reconhece o material cycora como uma alternativa circular ao poliéster que responde aos padrões de fiação de materiais virgem e supera outras matérias-primas recicladas – uma conclusão que a produtora americana de cycora, a Ambercycle, sediada em Los Angeles, acredita que sublinha o potencial deste material circular para «transformar a moda, oferecendo uma alternativa circular que não compromete a integridade e a excelência do produto».

Lançado em 2021, o cycora usa têxteis em fim de vida como matéria-prima para criar um novo poliéster circular. A Ambercycle sublinha que, «ao contrário dos materiais reciclados convencionais que, muitas vezes, enfrentam limitações de qualidade e aplicação, o poliéster cycora mantém uma qualidade consistente sem comprometer o desempenho», o que «permite a criação de produtos duradouros cuja longevidade reduz o desperdício e aumenta os benefícios ambientais».

Segundo a Ambercycle, à medida que a procura por matérias-primas sustentáveis aumenta, tem havido várias marcas de moda de topo a usar fios cycora nos seus produtos, o que valida o seu estatuto como pioneira emergente em materiais circulares, reforçada agora pela avaliação do CETI.

«Tivemos o prazer de colaborar com a Ambercycle dentro da nossa missão de promover e acelerar a inovação e a sustentabilidade na indústria têxtil», revela Manisha Mariva, diretor de reciclagem e economia circular no CETI. «Os nossos testes abrangentes mostraram que o material cycora teve uma performance tão boa quanto a alternativa virgem numa bateria de processos e que se destaca de outros têxteis reciclados pela sua performance e versatilidade. O material cycora é um contribuidor extraordinário para a indústria e está a criar um novo padrão para os materiais reciclados», acrescenta.

Shay Sethi, CEO da Ambercycle, sublinha que «acreditamos que a sustentabilidade nunca deve ser feita à custa da qualidade. O reconhecimento do CETI reafirma a nossa missão de redefinir as normas da indústria e provar que a excelência e a responsabilidade ambiental podem coexistir sem problemas».

A Ambercycle, que entre outras fornece a Inditex – a retalhista espanhola comprometeu-se, em outubro do ano passado, a comprar 70 milhões de euros de cycora –, revelou anteriormente que a cycora compensa cerca de metade das emissões de dióxido de carbono associadas com a produção de poliéster virgem. A Ambercycle usa um processo proprietário para separar e purificar os resíduos pós-industriais e pós-consumo, a nível molecular, para produzir o poliéster regenerado.