Crescer com baixo preço, qualidade e serviço

A Interborda Bordados, com sede em Mesão Frio, Guimarães, fundada em 2001, trabalhando a 100 % para clientes do mercado interno, em 2004 facturou aproximadamente 290.000 euros, com 25 colaboradores, está numa fase de crescimento, potenciada por uma estratégia assente em vectores fundamentais, como a qualidade, prazos de entrega e baixo preço. O Portugal Têxtil (PT) falou com Marta Almeida, responsável de marketing Interborda que fez um breve historial. «Em 2001, foi criada a Interborda Bordados, num pequeno armazém, onde estavam montadas duas máquinas de bordar e onde trabalhavam três colaboradores. Logo de início, o know-how acumulado por parte dos fundadores, durante as suas experiências profissionais anteriores, permitiu o estabelecimento de uma preciosa rede de contactos e a angariação dos primeiros clientes». A vida de uma empresa é sempre preenchida por decisões determinantes, que a podem conduzir, ou não, para um caminho de crescimento. «Um dos momentos mais importantes foi, sem dúvida, a aquisição, em 2004, das instalações e maquinaria da Empresa A. S. Teixeira, substituindo a maquinaria existente, já antiga e desactualizada, por modernos equipamentos, de qualidade superior, facto que potenciou o crescimento da empresa. Actualmente, trabalhamos com 25 colaboradores, e os nossos principais produtos são muito variados. Os bordados tradicionais, bordados em lã, bordados em cordão, bordados mistos, laser, lantejoulas, transferes e franzidos», disse Marta Almeida No essencial, como definiu Marta Almeida, «a missão da Interborda é a satisfação total dos clientes, e a aposta continuada em apresentar produtos e serviços em constante inovação. Assim, a aquisição constante de novas máquinas e acessórios é muito importante. Por outro lado, acresce que a todos os serviços que presta ao nível de bordados, a entrega e o levantamento das encomendas é feita por nós nas instalações do cliente». Quando questionada pelo PT sobre o que pode determinar o sucesso de um projecto como o da Interborda, a responsável de marketing afirmou que «é essencial respondermos às exigências de um mercado altamente concorrencial, em que o factor qualidade é determinante. Assim, desde Fevereiro de 2005, estamos certificados pelo CITEVE, segundo as normas OKO – TEX Standard 100. Por outro lado, temos consciência do peso, como factor diferenciador, que devemos atribuir à aposta na inovação e na formação». Relativamente à formação, em particular, a Interborda vai colmatar o facto dos funcionários terem sido formados internamente, «que é insuficiente. Estamos conscientes da importância da formação profissional, e por isso estamos a definir um plano de acção nessa área». Quanto à forma como trazem know-how para «dentro de portas», a pesquisa, o contacto com os clientes e fornecedores, a visita a feiras são considerados como fundamentais. E falando em feiras, Marta Almeida afirmou que a Interborda está a equacionar a hipótese de participar no salão Modtissimo. «A empresa já colaborou no desenvolvimento, por parte CITEVE, de dois produtos que foram apresentados na edição de Setembro do Fórum Têxteis do Futuro, integrado no salão Modtissimo. Foram aplicados bordados em dois conjuntos de cama para criança, um para rapazes e outro para meninas, inovadores quanto à forma, design e acabamentos, destacando-se em ambos o cariz interactivo e as características técnicas dos seus materiais e pelas funcionalidades que encerram. Esperamos que este tipo de colaboração tenha continuidade». Quanto ao futuro, a estratégia da Interborda continua a ter como base a aposta na qualidade e na inovação. «Talvez passe também por o lançamento de uma marca própria num determinado segmento têxtil, ainda por definir, sendo prematuro avançar mais detalhes», avançou a responsável de marketing. Para terminar, e tendo em conta o contexto do sector a nível nacional, Marta Almeida disse que «o grande desafio para a Interborda é não se deixar afectar por uma conjuntura menos favorável, mantendo uma atitude pró-activa. E um grande incentivo para nós é o facto dos nossos clientes optarem cada vez mais pela Interborda para a colocação dos seus produtos».