Corpos espanhóis cobertos por lingerie nacional

Portugal tem vendas anuais para o mercado espanhol de cerca de 100 milhões de euros e uma quota de mercado avaliada em 23,3%, adianta o semanário Expresso com base num estudo do Observatório Têxtil do CENESTAP. Sem marcas próprias e com uma produção quase totalmente virada para a subcontratação, a indústria têxtil nacional tem conseguido aproveitar o desenvolvimento e o sucesso da moda espanhola para se impor neste segmento. A moda espanhola encontra-se em plena fase de internacionalização e as marcas mundialmente conhecidas como a Zara, Massimo Dutti, C&A, Cortefiel ou Adolfo Domingues, são muitas vezes artigos «made in Portugal». Cerca de um quarto das importações espanholas de roupa interior de homem e senhora são provenientes de Portugal. Mas, se algumas peças são vendidas sob a marca portuguesa, a maior parte é sem dúvida é comprada por nuestros hermanos «em bruto», sendo-lhe depois imposta uma marca espanhola de renome no mercado.