Compradores ajudam ganhos natalícios

De acordo com o publicado nowww.timesonline.co.uk, a Confederação da Indústria Britânica (CBI) anunciou que após um começo lento, a actividade das zonas comerciais tradicionais registou uma retoma no mês passado indo de encontro às expectativas dos retalhistas.

 

O barómetro mensal daCBI relativo às vendas das zonas tradicionais registou um aumento das vendas dos retalhistas de 33 por cento em Dezembro comparativamente à subida de Novembro na ordem dos 19 por cento.

 

Ao mesmo tempo que o Comité da Política Monetária do Banco de Inglaterra (MPC) se prepara para dar início à sua primeira sessão de estabelecimento das taxas anuais, os números reforçaram as expectativas do aumento dos custos de empréstimos no próximo mês.

 

No entanto, os economistas lançaram o alerta relativamente aos resultados apresentados pelaCBI que devem ser vistos com um certo cepticismo, uma vez que as suas sondagens de comércio distributivo nem sempre provaram ser um guia fiável para as tendências do retalho. De acordo com George Bucklety (Deutsche Bank), «esperávamos que as condições durante o período de Natal fossem melhores, contudo certamente não constituirão um novo recorde de vendas natalícias».

 

Os resultados daCBImostraram igualmente um acréscimo nas encomendas junto dos fornecedores, tendo atingido o valor mais elevado desde Abril de 2002. No entanto, aCIB salientou que estas vendas só foram atingidas devido à antecipação por parte dos retalhistas das promoções pós-natalícias.

 

A sondagem mostrou que o sector da alimentação obteve os melhores resultados dos últimos 20 meses, enquanto os retalhistas de bens duráveis assistiram a uma recuperação após dois meses consecutivos de queda, registando o maior crescimento anual de vendas desde Abril de 2002.

 

Em contraste, as cadeias de vestuário viram as suas vendas cair à taxa mais rápida de todas as sondagens já realizadas. O balanço de vendas daCIB para os retalhistas de vestuário apresenta uma queda de 53 por cento, depois de em Novembro ter sofrido um decréscimo de 33 por cento.