Com pés e cabeça

Um dos melhores exemplos do crescimento da etiquetagem na origem vem de Espanha, onde o número de sapatos com protecção EAS integrada (etiqueta na origem) ultrapassou jÁ os 100 milhões. A etiquetagem de calçado na fonte consiste na integração de uma etiqueta no sapato, que se destrói automaticamente com o uso. Graças a este método de protecção oculto, os sapatos podem agora ser expostos nas montras aos pares sem temor de furto. Isto permite ao cliente ter uma melhor experiência de compra, tocando e provando o produto na sua globalidade, prescindindo da assistência dos funcionÁrios. Num clima de incerteza económica, a indústria de calçado enfrenta dois desafios-chave: competir mais por menos clientes e contornar o crescimento da perda desconhecida. A Reno, um importante operador europeu da indústria de calçado que marcou presença no evento, é um dos pioneiros na protecção na origem. Em 2007, a empresa iniciou um ambicioso projecto de soluções de etiquetagem na origem com as soluções de RF da Checkpoint Systems. Em termos de expansão internacional, contamos com um forte parceiro que disponibiliza tecnologia inovadora e de confiança que, por um lado, permite melhorar o processo logístico e, por outro, criar um moderno conceito de compra», afirma Michael Memel, director de coordenação de compras do HR Group/ Reno. Para Rafael Alegre, vice-presidente e director-geral da Apparel Labelling Solutions, conduzir a passagem da tradicional protecção das perdas EAS para o RFID através de serviços como o Check Net tornar-se-Á, nos próximos tempos, uma prioridade a nível mundial para os fabricantes e retalhistas de calçado. Isto irÁ melhorar a eficiência operacional, bem como a experiência de compra dos consumidores». O evento encerrou com a apresentação de Luis Martinez-Ribes, especialista em inovação de retalho e professor na ESADE Business School, que comparou uma loja a um altifalante. é comparÁvel a um anúncio que possibilita o cliente tocar, cheirar, ouvir e provar o produto. é o melhor local para criar uma marca». A par das oportunidades da protecção na origem, nesta conferência sobre “Etiquetagem na Origem de sapatos” foram debatidos ainda outras importantes temÁticas, tais como tendências de mercado, melhores normas da indústria, data mining e as vantagens do RFID (ao nível da armazenagem e inventÁrio). Este foi o primeiro encontro europeu de fabricantes e retalhistas da indústria de calçado e contou também com a presença da Camper, da OAT Systems e da American Apparel & Footwear Association.