Chineses vão liderar consumo mundial de bens de luxo em 2015

A China vai consumir 29% do total mundial de artigos de luxo em 2015, de acordo com o divulgado pela agência de notícias oficial Nova China, citando um relatório do banco de investimento Goldman Sachs (GS). De acordo com o noticiado pela Lusa, o relatório da GS prevê que a China ultrapasse o Japão como o maior consumidor de marcas de luxo em 2015, com a procura de artigos de luxo a registar um aumento de 25% ao ano nos próximos quatro anos. A participação da China no consumo mundial de artigos de luxo subirá de 12% em 2004 para 29% do consumo mundial em 2015, enquanto que, nas previsões da GS, os consumidores japoneses serão responsáveis por 28% do consumo global de marcas de luxo no mesmo ano. Os jovens na faixa etária entre os 20 e 30 anos compõem a maioria dos grandes consumidores na China e as estatísticas demonstram que o numero de jovens consumidores é 11 vezes maior na China que no Japão. A China é hoje em dia o terceiro maior consumidor de artigos de luxo do Mundo, com as vendas a ultrapassar os 5,08 mil milhões de euros em 2004, o que equivale a 12% do total mundial. As compras feitas por turistas chineses em viagens fora do país representam 10% do total do consumo chinês de bens de luxo, de acordo com o estudo da GS. Nos primeiros 10 meses de 2005, 25,8 milhões de turistas chineses viajaram para fora do país, um aumento de 8% contra o mesmo período de 2004, revelam números da Administração de Turismo Nacional da China. De acordo com números da empresa de análise económica Economist Inteligence Unit, até 2008 o número de turistas chineses atingirá 49 milhões, enquanto as previsões da Organização Mundial do Comércio apontam para cerca de 100 milhões de chineses a viajar para o estrangeiro em 2020.