China: Indústria têxtil aumenta investimento em activos fixos

A indústria têxtil e de vestuário chinesa despendeu cerca de 159,7 mil milhões de yuan (16,76 mil milhões de euros) em investimentos em activos fixos durante 2005, representando uma subida anual de 35,5%, de acordo com os dados locais. A taxa de crescimento foi de 5,3 pontos percentuais mais alta do que a registada em 2004. Em termos sectoriais, a fiação de algodão registou o maior crescimento no investimento em activos fixos com uma subida de 55,5%, cifrada nos 52 mil milhões de yuan (5,46 mil milhões de euros), seguida do sector de máquinas têxteis com uma subida de 53,6% para os 3,9 mil milhões de yuan (409 milhões de euros) e o sector de produção de vestuário com uma subida de 49,3% para os 33,9 mil milhões de yuan (3,56 mil milhões de euros). Sectores como os das fibras rami e seda registaram quebras de 14% e 21,9%, respectivamente. Em termos geográficos, as regiões do Nordeste e centro estão a atrair mais investimentos. O investimento em activos fixos para o primeiro caso foi o mais significativo com 68,8%, enquanto que para a região centro o aumento registado foi de 44,9%, totalizando os 7,6 mil milhões de yuan (797 milhões de euros) e 25,6 mil milhões de yuan (2,69 mil milhões de euros), respectivamente. A taxa de crescimento do investimento em activos fixos na região Oeste registou uma quebra de 1 ponto percentual passando a ser de 32,7%, e totalizando os 10,4 mil milhões de yuan (1,09 mil milhões de euros). A região de Este foi a principal em termos de valor com um recorde de 116,1 mil milhões de yuan (12,18 mil milhões de euros) e um crescimento anual de 32,1%.