Chapéus há muitos…

Trata-se de um chapéu modular com acabamento funcional que possui três palas alternativas, adaptÁveis aos diferentes tipos de claridade. Dora Manso e Carina Vinagre, alunas da Associação para a Formação Tecnológica e Profissional da Beira Interior (AFTEBI), são as mentoras deste projecto inovador. Escolhido entre quatro projectos de moda e um de arquitectura têxtil, este projecto foi o que mais utilidade prÁtica apresentou, para além de oferecer uma maior facilidade de comercialização. Haviam muitos projectos interessantes em termos de design de moda, mas este pareceu-nos o mais inovador. EstÁ muito bem construído, é transformÁvel e adaptÁvel e foi, sem dúvida, um projecto muito bem sustentÁvel», refere o estilista Júlio Torcato, um dos membros do Júri presidido por Osvaldo Correia, SecretÁrio-Geral da APCC. Segundo Dora Manso, uma das mentoras do chapéu “Alforrecas”, a ideia inicial era conceber um chapéu com panos a toda a volta e só com buracos para os olhos», mas veio a verificar-se que esta solução não era funcional. Tivemos, depois, a ideia de criar uma pala rotativa, mas também não era funcional. ChegÁmos, então, a um chapéu com uma pala atrÁs que dÁ para retirar ou levantar e um forro amovível lavÁvel». O chapéu possui três palas alternativas, transportadas numa bolsa com o mesmo design, que são adaptÁveis a diferentes níveis de claridade. Produzido num tecido da cor natural das fibras, o chapéu “Alforrecas" possui características físicas que lhe conferem um elevado factor de protecção contra a radiação ultravioleta. Este chapéu é também dotado de perfurações com ilhós que possibilitam uma maior respirabilidade da cabeça e os acabamentos conferem-lhe impermeabilidade e maior resistência à sujidade. Possui ainda estampados reflectores que permitem a visibilidade do seu utilizador mesmo em condições de baixa luminosidade. O chapéu “Alforrecas” jÁ foi patenteado e serÁ comercializado com o apoio do Citeve, que pretende encontrar parceiros para este e para os outros quatro projectos finalistas. O concurso Conceitos de Moda e Arquitectura Têxtil para Protecção UV visou alertar a população para os riscos da exposição solar prolongada, promovendo novas ideias e produtos orientados para a protecção contra a radiação ultravioleta nas Áreas do design têxtil, design de moda, design de interiores e arquitectura.