Calçado mais high-tech

A procura de fibras e tecidos especializados para o calçado estÁ a aumentar rapidamente, de acordo com o divulgado por um relatório recentemente publicado pelo Textiles Intelligence, intitulado “Fibres and Fabrics for Performance Footwear”. Segundo o documento, o mercado de calçado especializado pode ser dividido em dois sectores: calçado para desporto e lazer; e calçado de segurança no local de trabalho. No caso do calçado desportivo, a característica mais importante para o mercado é a capacidade de melhorar o desempenho do utilizador. Em alguns sectores, tais como nas botas de futebol, esta propriedade é considerada por empresas como a Nike e Adidas como mais importante do que o custo. Por consequência, os fabricantes de tecidos são incentivados a desenvolver produtos de elevado desempenho que alarguem os actuais limites em termos de leveza, propriedades de gestão da humidade e aderência. No caso do calçado para trabalho, um dos principais motores do mercado é a necessidade de responder aos cada vez mais exigentes regulamentos de segurança que regem o local de trabalho. Por esta razão, o desempenho do calçado continua a ser de elevada importância. Os tecidos para este tipo de calçado deve incorporar propriedades ao nível de resistência à chama, propriedades anti-estÁticas e regular a temperatura do pé, existindo diversos produtores que utilizam tecidos avançados para assegurar estas propriedades. Uma forma de regular a temperatura do pé, por exemplo, passa por incorporar materiais de mudança de fase (ou PCM), como as Thermocules da Outlast Technologies. Algumas exigências de desempenho estão a tornar-se cada vez mais universais, independentemente do calçado ser desenvolvido para o desporto e lazer ou para a segurança no trabalho. Um dos mais importantes requisitos é a gestão da humidade, em que a transpiração é transferida da pele do pé para fora do sapato. A Noble Fiber Technologies, a Transpor, e o BHA Group são exemplos de algumas das empresas produtoras de fibras e tecidos que oferecem esta propriedade com produtos como o X-static, os fios Transpor e a eVent. No entanto, um dos principais desafios do mercado actual é a produção de fibras e tecidos tecnologicamente avançados, que podem também gerir a humidade, para além de proporcionar outros benefícios específicos. Para responder a este desafio, o mercado estÁ-se a afastar de produtos naturais, como o couro e lona e a direccionar-se para tecidos fabricados a partir de fibras não-naturais. Os fabricantes estão também a aplicar revestimentos avançados e novos acabamentos para proporcionar benefícios adicionais, sem prejudicar as propriedades originais do tecido. A este nível surgem como exemplos a 3XDRY, Aegis Microbe Shield, Fosshield, Ion Mask, Microspike, Nikwax, e SmartSilver. As empresas que fabricam fibras e tecidos para o calçado de elevado desempenho, estão a apresentar novas soluções que expandem as fronteiras do possível, como por exemplo o Crosstech e o Gore-Tex XCR da WL Gore, o Schoeller-Keprotec da Schoeller e o Temptrol da Innovative Insulation, que são prova da evolução que continua a surgir neste domínio.