Breves

  1. Ex-ESAD representa Portugal em Cannes
  2. Marita Moreno desfila na semana de moda de NY
  3. Lidl lança coleção pré-mamã
  4. Bombazina ganha marca
  5. LVMH revitaliza parque de diversões
  6. Botas sem fim no outono

1. Ex-ESAD representa Portugal em Cannes

Depois de Frankfurt – onde representou Portugal no The Innovative Apparel Show (ver ESAD arrecada prémios em Frankfurt) –, Mariana Campinho, ex-aluna da ESAD Matosinhos, foi uma das seis selecionadas para o concurso internacional The Link 2017, que se realiza em Cannes, em novembro. A jovem designer chegou à fase final do concurso internacional The Link – competição anual promovida pelo consórcio sem fins lucrativos MarediModa Scarl, com o objetivo de apoiar a criatividade de jovens estudantes de mais de 100 das mais prestigiadas escolas europeias de design de moda – e irá apresentar a sua coleção na feira internacional de têxteis para lingerie e beachwear que decorre no Palais des Festivals, em Cannes, entre os dias 7 a 9 de novembro. Na MarediModa, Mariana Campinho, tal como os restantes finalistas, terá um showroom próprio e a sua coleção será fotografada numa sessão fotográfica profissional. A coleção da jovem designer portuguesa pisará ainda a passerelle, num desfile que acontece no dia 8 de novembro. Das 27 escolas de todo o mundo que concorreram ao The Link, a ex-aluna de design de moda qualificou-se na categoria de beachwear. O desafio foi lançado à ESAD Matosinhos para representar Portugal no evento internacional e Mariana Campinho foi a aluna convidada para responder ao concurso. Com o apoio de Maria Gambina, coordenadora da licenciatura em design de moda da ESAD Matosinhos, a jovem desenvolveu uma coleção de quatro coordenados, apresentando depois um deles ao grande júri.

2. Marita Moreno desfila na semana de moda de NY

No próximo 8 de setembro, a marca portuguesa de acessórios de moda irá apresentar a sua coleção na prestigiada loja nova-iorquina Flying Solo. O evento contará com um desfile para mostrar os artigos dedicados ao outono-inverno 2017/2018 (na forma de “see now/buy now”) e faz parte do calendário de eventos da semana de moda de Nova Iorque, que conta com a presença de mais de 60 designers e marcas de vestuário, acessórios de moda e joalharia. O desfile terá lugar entre as 11h00 e 13h00. «O mercado americano aprecia peças distintas e de alta-qualidade, com um design bastante apelativo, e não só, dão bastante valor as peças com tradição, história, feitas à mão e com séries limitadas, como é o caso das peças da Marita Moreno», afirma a propósito Marita Setas Ferro, designer e diretora-executiva da marca. Esta é a segunda coleção Marita Moreno disponível na Flying Solo.

3. Lidl lança coleção pré-mamã

Logo após a grande revelação da temporada estival ter chegado aos pontos de venda da cadeia de supermercados alemã – a coleção-cápsula desenvolvida em parceria com a modelo e apresentadora Heidi Klum (ver Roupa e alimentação, uma boa combinação?) –, o Lidl volta a surpreender os seus clientes com o lançamento de uma coleção pré-mamã. Os preços começam ligeiramente acima dos 5 euros. A linha “Esmara Pure” inclui vestidos de silhueta midi em algodão orgânico – aposta que segue a linha infantil “Lupilu”, toda em algodão orgânico –, mas também roupa interior. A nova gama de artigos de vestuário do Lidl chega às lojas já dia 7 de setembro.

4. Bombazina ganha marca

Ainda que seja evitada por muitas amantes de moda, tendo sentido altos e baixos ao longo dos anos, no outono-inverno 2017/2018 – e, sobretudo, nas passerelles da Prada, Gucci e Marc Jacobs –, a bombazina ganha estatuto de estrela. Indo ainda mais longe, a marca Cords & Co., recentemente apresentada, dedica toda a sua coleção da estação fria de 2017 ao tecido. Há calças, peças encapuzadas, blusões, entre outros artigos– todos em bombazina. Fundada pelos parceiros de negócios suecos Mikael Söderlindh e Viktor Tell, que venderam a sua última marca, a popular marca de meias Happy Socks, por quase 90 milhões de dólares (aproximadamente 76 milhões de euros) –, o objetivo da Cords & Co. é simples: «ter pessoas de todo o mundo a redescobrir o seu amor pela bombazina!», revelou Söderlindh ao portal de tendências WGSN.

5. LVMH revitaliza parque de diversões

O parque temático parisiense mais querido à comunidade moda está prestes a beneficiar de um investimento de 60 milhões de euros, com o conglomerado de luxo francês LVMH à procura de revitalizar o Le Jardin d’Acclimatation, com 157 anos de existência, num dos melhores parques de diversões de França. O grupo gere o Le Jardin d’Acclimatation desde 1984, detendo uma participação de 80%, com os restantes 20% nas mãos da Compagnie des Alpes. Agora, os dois parceiros estão à procura de catapultar os atuais 2 milhões de visitantes por ano para os 3 milhões até 2025. Estes números colocariam assim a atração parisiense em segundo lugar no território francês, batendo o popular Parc Astérix (também gerido pela Compagnie des Alpes), mas ainda atrás da Disneyland Paris. Tendo renovado a sua concessão para os próximos 25 anos, a empresa prevê construir 17 novas atrações e o trabalho começa na próxima semana, estendendo-se até maio de 2018.

6. Botas sem fim no outono

Numa paleta de cores vivas, com padrões como flores e acabamentos acetinado, aveludado ou envernizado, o calçado da próxima estação fria é tudo menos discreto e pode inclusivamente dominar todo o coordenado. As botas que terminam acima do joelho já têm merecido a atenção das marcas nas últimas estações, mas neste outono-inverno são protagonistas no calçado. Há modelos para todos os guarda-roupas e gostos e até adaptados a diferentes situações do quotidiano, podendo as botas ser mais justas à perna ou folgadas, de salto alto ou mais próximas do chão.