Body Look em Dusseldorf gera alguma controvérsia

A roupa interior mudou no Verão novamente de Leipzig para Dusseldorf. Entre 23 e 25 de Julho realizam-se as feiras internacionais de BodyBeach- e Legwear, Body Look, e a feira de roupa interior e acessórios Bodytex, paralelamente à CPD. Os seus organizadores, a Igedo Company, absorveram em Setembro de 2005 a Body Look à Messe Leipzig. A Igedo esperava, com a feira de roupa íntima, dar um impulso à CPD . Um em cada dois visitantes da CPD também tem roupa interior na sua oferta. A última Body Look realizada no final de Janeiro, recebeu 3.600 visitantes em Leipzig, tendo sido apresentadas 260 marcas. A primeira edição em Dusseldorf, no âmbito da CPD, gerou diferentes opiniões entre os expositores. «Queríamos ver o que se passaria» e «temos de dar uma hipótese a todos» foram os argumentos mais ouvidos num inquérito realizado pela TextilWirtschaft. A Body Look em Leipzig foi a feira mais importante na Alemanha para a Mexx Body & Beach, de acordo com Andrea Duffner, gestora de marketing desta empresa. «Em Dusseldorf vamos estar representados pelas marcas Mexx, Strellson e Jacques Britt, uma vez que temos de dar uma oportunidade a todos». Não é possível comparar a Body Look de Dusseldorf com a de Leipzig. «É verdade que muito foi transportado, mas não existe uma sobreposição total», afirma Klaus Schallenberg, responsável pelas vendas da Jockey. Marina Rieg, que ocupa a mesma posição na Glumann, afirma que«gostamos muito de estar em Leipzig e alguns clientes afirmaram que não visitariam Dusseldorf. No entanto, vamos dar uma hipótese à nova Body Look». O produtor suíço de roupa interior Calida decidiu não fundamentar a sua presença na feira no local de realização. A responsável pelas vendas, Rosemarie Gaebke,sustenta que«precisamos de uma plataforma na Alemanha, mesmo que alguns dos nossos clientes da Alemanha Oriental já nos terem informado que não viajariam até ao Reno». «Queremos tentar, mesmo que o sucesso dependa de vários factores», afirma Doris Biedermann, directora executiva da Nina von C. Em Dusseldorf tudo é mais caro, tanto a feira como os hotéis, o que faz com que os clientes pensem bastante antes de viajar. Na opinião de Jügen Fleischmann, gerente de vendas da Triumph e outras marcas, a questão reside em quantas empresas que têm os seus showrooms na proximidade de Dusseldorf estão dispostas a investir num stand numa feira. «Estamos presentes na feira com as marcas Triumph, Bee Dees e Sloggi e esperamos lucrar com essa presença. Talvez alguns dos grandes comerciantes que têm as suas centrais na proximidade de Dusseldorf encontrem mais rapidamente o caminho para Leipzig».