Bloom Labs distinguida pela GFA

A start-up americana, que criou uma tecnologia que regenera resíduos para os transformar em fibras, é a primeira vencedora do Trailblazer Programme e contará agora com o apoio da Positive Materials, sediada em Portugal, no desenvolvimento.

[©Bloom Labs]

O Trailblazer Programme, promovido pela Global Fashion Agenda (GFA), foi lançado este ano e tem como objetivo apoiar inovadores na área da sustentabilidade, garantindo um prémio de até 200 mil dólares em dinheiro e o apoio comercial e operacional da Positive Materials.

A start-up sediada em Nova Iorque usa bioprodução, engenharia avançada de proteínas e biologia molecular para a sua tecnologia que plastifica resíduos, regenerando-os em pellets “práticos”. Esses pellets são então transformados em fibras que mimetizam as propriedades das fibras mais comummente usadas na moda, podendo ser macias como o algodão ou ter funcionalidades semelhantes às do poliéster. Estes pellets podem ainda ser integrados aos processos de produção existentes.

«Receber o prémio Trailblazer é uma conquista incrível para a Bloom Labs. O reconhecimento valida os nossos esforços e compromisso em criar um impacto ambiental positivo na indústria da moda», afirma Simardev Gulati, cofundador e CEO da Bloom Labs. «Ser reconhecido na prestigiada Global Fashion Summit coloca o Bloom Labs num cenário internacional. A visibilidade permite-nos mostrar as nossas inovações aos principais intervenientes da indústria, potenciais investidores e parceiros», aponta.

Além disso, sublinha, «o apoio da PDS Ventures e da [sua] plataforma Positive Materials, que nos dá acesso a uma vasta cadeia mundial de aprovisionamento e parceiros estratégicos, será crucial para refinar os nossos processos e levar a inovação sustentável para o próximo nível».

Christina Iskov, diretora de inovação e desenvolvimento da GFA, justifica a atribuição do prémio. «A GFA está a esforçar-se para ajudar a inovação a prosperar, facilitando o investimento em soluções em fase inicial. Inovadores como o Bloom Labs representam uma das chaves para desbloquear o próximo nível, que é o tema da cimeira deste ano. A urgência da transição para uma economia circular é clara e a solução escalável da Bloom Labs impressionou consistentemente os membros do júri», conclui.