As promessas de Atlanta

Depois da bem sucedida estreia na Techtextil Frankfurt 2005, os têxteis técnicos (TT) nacionais preparam-se para repetir o feito em Atlanta, nos EUA, já a partir de amanhã e até Quinta-feira. Com efeito, seis das nossas mais representativas empresas deste sector – Fisipe (fibras técnicas), António de Almeida & Filhos (fios e tecidos técnicos e funcionais), Sidónios Malhas (malhas técnicas e funcionais),Micropólis (microcápsulas para fibras, fios, tecidos ou malhas), Segurvest (vestuário de protecção e segurança) eColtec (especialista em tecidos revestidos e laminados, umaárea com uma importância crescente nas exportações nacionais- vernotícia PT)– vão marcar presença na 4ª edição da Techtextil North America (TTNA), numa iniciativa organizada pela Associação Selectiva Moda/Citeve, com a parceria do Icep, e integrada no projecto Prime. Para além de entidade organizadora, o Citeve participará também na qualidade de expositor, levando até à Cobb Galleria alguns dos mais inovadores projectos que estiveram recentemente expostos no Fórum Têxteis do Futuro do salão Modtissimo: os dois conjuntos para desportos de relaxamento e lazer noStress e o casaco de alpinismo de elevada performance nICE jacket, que se destaca pela sua alta resistência térmica em condições extremas, funcionalidade que lhe é conferida por aplicação de aerogel, considerado o material sólido mais leve do mundo e o melhor isolador térmico, com capacidade de isolamento até uma temperatura de -50ºC, e que será testado durante a Internacional Kangchenjunga Expedition, já no próximo mês de Abril, pelo alpinista António Coelho. Para além do vestuário, o centro tecnológico apresentará ainda dois projectos internacionais – Simetria e Inocop – que tem actualmente em desenvolvimento na área automóvel, e que se revestem de um carácter bastante inovador. Aliás, é este o tema oficial do evento deste ano: Enfoque na Inovação. Neste âmbito, a Messe Frankfurt, entidade organizadora deste conceituado certame centrado nos têxteis técnicos, espera receber mais de 300 expositores (na 3ª edição, realizada em 2004, foram 288) que trarão certamente numerosas inovações. Este aumento dos expositores resulta da presença de um número crescente de pavilhões nacionais na TTNA, que atinge nesta edição o algarismo 10 (2004: 6): Bélgica, Canadá, França, Alemanha, Reino Unido, Taiwan, Itália, China, África do Sul e Portugal. «O evento foi pensado com base no factor qualidade. Aliás, como todos os eventos Techtextil. Privilegiámos primeiro a qualidade, e só depois a quantidade», declara o director das feiras Techtextil Michael Jänecke. «A indústria dos têxteis técnicos está a crescer por todo o mundo, e a América é um mercado muito atractivo». As principais novidades desta edição da TTNA são a Technology Showcase, uma espécie de mostra tecnológica destinada às empresas de alta tecnologia, e o Student Day, que permite a entrada gratuita aos estudantes no último dia do certame. A TTNA 2004 teve como tema não oficial as aplicações militares e de segurança nacional. Sem dúvida que também haverá nesta edição um vasta oferta deste tipo de produtos face ao clima de insegurança que se vive hoje em dia a nível mundial. Um dos grandes especialistas neste sector específico é o Natick Soldier Center, que vai apresentar inovadores artigos para o desempenho e protecção pessoal para sectores como os da defesa civil, militar ou da segurança nacional. Moe Larrivee declara que, com esta participação, a sua organização pretende “descobrir” o que existe em matéria de protecção pessoal no sector privado, e até tentar estabelecer vantajosas parcerias. Larrivee, que vai apresentar um dos 75 papers que constituem o simpósio da TTNA, a decorrer em paralelo ao certame, acrescenta ainda que a grande tendência observada nesta indústria é a crescente leveza, resistência e multifuncionalidade dos materiais graças aos avanços de tecnologias como a nanotecnologia, a tecnologia plasma ou a electro-fiação.