As gangas não satisfazem só quem as usa

O maior produtor mundial de denim, a empresa Cone Mills, anunciou na passada terça-feira os maiores ganhos trimestrais dos últimos seis anos. A Cone Mills apresentou lucros líquidos de 3,13 milhões de euros para o segundo trimestre, em comparação com as percas líquidas de 26,74 milhões de euros em 2001. A empresa sediada na Carolina do Norte, afirmou que os lucros foram melhores do que esperado, tendo as vendas líquidas aumentado 3,4%, passando de 122,81 milhões de euros para 126,94 milhões de euros à custa das fortes vendas de denim. As vendas de denim no segundo trimestre cresceram 4,4 %,atingindo os 102,62 milhões de euros. As vendas foram melhoraram devido a um aumento da procura e a um melhor mix. A margem bruta subiu de 4,4% para 13,7%, os inventários foram reduzidos na ordem dos 40% e as dívidas desceram em 32,29 milhões de euros. Jonh Bakane, presidente e director geral, comentou que “desde as bases até ao topo da hierarquia, todos na Cone Mills estamos entusiasmados com os nossos progressos, à medida que apresentamos nosso maior rendimento liquido trimestral dos últimos seis anos”. “ Estamos particularmente encorajados pela a melhoria no crescimento na margem bruta atingida. No entanto, ainda temos muito que fazer no que toca à redução dos custos, melhoria nos processos e na re-capitalização do nosso balanço, de forma a podermos expandir para o México e continuar a valorizar as nossas acções em bolsa. Estas melhorias na nossa competitividade a longo prazo, vão igualmente permitir servir os nossos clientes de forma mais eficiente”, explicou o presidente.