Apanhados na teia lusa

A Têxtil Serzedelo, Arco Têxteis, Gierlings Velpor, Lemar, Riopele, Somelos Tecidos, Teviz by Polopique e Troficolor exibem na Intertextile Shanghai Apparel Fabrics (ver Primavera em Xangai) propostas frescas e alegres para a primavera-verão 2015, pensadas para responder aos mais exigentes padrões de qualidade e design. Tecidos para camisas, calças e casacos, veludos, denim e até moda balnear fazem parte desta oferta que, a cada estação, seduz clientes como Armani, Gucci, Burberry, Ralph Lauren, Louis Vuitton, Dior e Chanel.

Reputada pelo seu revolucionário tecido Çeramica, com propriedades easy-care e antirruga, a Riopele já seduziu as principais marcas de luxo chinesas. «Estamos a vender para clientes topo de gama», revela o presidente da Riopele, José Alexandre Oliveira, que sublinha que «os prémios ganhos pela Riopele na última edição da feira tiveram um impacto muito positivo na imagem da empresa e inclusive nas vendas para a China».

A posição desta especialista numa vasta panóplia de tecidos no mercado chinês tem igualmente tornado possível encontrar novos clientes a cada edição da Intertextile Shanghai Apparel Fabrics. «O desejo dos nossos clientes da China é o mesmo da Riopele: comprar/vender os melhores tecidos», resume o presidente. Também com grandes nomes do luxo no seu portefólio de clientes, a Somelos Tecidos incorpora igualmente a excelência da produção “made in Portugal” em tecidos para camisaria.

«Existe uma clara apetência do mercado chinês por tecidos europeus sofisticados», confirma Tiago Guimarães, administrador da Somelos Tecidos, que abriu uma filial em Hong Kong já no ano de 2009. Na eclética e mundividente coleção da empresa para a primavera-verão 2015 destacam-se os tecidos com microdesenhos e com texturas, como por exemplo a malha inglesa. Já a Lemar, conhecida pelas suas emblemáticas riscas em fios tintos para beachwear, oferece nesta edição do maior salão de tecidos do mundo «uma coleção sofisticada, com matérias-primas nobres», indica a CEO da empresa, Manuela Araújo.

Depois de ter conquistado as grandes capitais da moda, como Nova Iorque (Première Vision New York), Londres (The London Textile Fair), Milão (Milano Unica) e Paris (Première Vision Pluriel), a Lemar tem expetativas acrescidas para Xangai. «Temos um novo agente para o mercado chinês desde a última Intertextile e, por isso, estamos muito animados para esta edição da feira na medida em que a primavera-verão é a nossa estação mais forte», explica a CEO.