Alemanha investe na China

No ano passado, o Investimento Bruto da indústria têxtil alemã atingiu 4% do seu volume de negócios anual, de acordo com números avançados pela associação alemã de comércio Gesamttextil. O investimento foi maioritariamente realizado em projectos de redução de custos. Os últimos dados disponíveis mostram que o investimento no estrangeiro manteve-se estável rondando os 786 milhões de euros no final do ano 2000. Os alvos de investimento contudo mudaram significativamente. Com o investimento a aumentar 25% para 78 milhões de euros, a China encontra-se no topo da lista. De relembrar que há dois anos atrás estava na sétima posição da lista de investimentos alemã. O evento ‘High-tex from Germany’ a realizar nos próximos dias 25, 26 e 27 de Setembro, em Xangai, organizado pelo Ministério Federal da Economia em cooperação com a associação da feira de comércio alemã AUMA, e patrocinado pela Gesamttextil, é mais do que uma consequência desta alteração de investimento e pretende oferecer novas oportunidades para melhorar os contactos com os parceiros chineses. O investimento para a Europa Oriental também obteve um enorme crescimento – foram investidos na República Checa mais 28% (64 milhões de euros) e na Polónia o aumento foi de 19% (38 milhões de euros). Em contraste, o investimento directo das empresas alemãs nos países da Europa Ocidental caiu, principalmente na Itália, Reino Unido, Espanha e Portugal.