Aitex prepara um Observatório Tecnológico do Têxtil

O Instituto Tecnológico Têxtil – Aitex, sediado em Alcoi, na Espanha, que participou esta primavera no novo certame de têxteis técnicos, Aplimatec, aproveitou o encontro para dar a conhecer o projecto de criação de um Observatório Tecnológico do Têxtil-Confecção. Este Observatório, que terá um alcance mundial, fará o seguimento de todos os subsectores e áreas tecnológicas pertencentes ao sector têxtil ou que incidam nele, desde os produtores de fibras até aos confeccionadores, passando pelos fornecedores de maquinaria, produtos químicos, elementos auxiliares e áreas relacionadas, dando um tratamento específico aos têxteis técnicos e irá ampliando a sua actividade em função da resposta empresarial. A informação elaborada pelo Observatório é dirigida às empresas de têxteis e confecção que utilizam ou desenvolvem tecnologia (potenciais utilizadoras, em maior ou menor grau todas são), ao pessoal investigador e ao próprio Instituto Tecnológico e será catalogada por matérias-primas e produtos, maquinaria e processos, áreas de aplicação e sectores de actividade. No que se refere aos primeiros capítulos (matérias-primas e produtos, maquinaria e processos), o trabalho do Observatório irá cobrir os campos de fibras e filamentos, produtos de acabamento têxtil, tecelagem, corte, tintas, confecção, fornecimento, inspecção e ensaio, desenho e gestão. Nas áreas de aplicação (e sobretudo desde o ponto de vista dos têxteis técnicos), serão consideradas as áreas de têxteis para engenharia civil, agricultura e pescas, construção, uso médico, higiénico e sanitário, veículos, transporte e embalagem, protecção, desporto e tempo livre, usos industriais, protecção do meio ambiente, vestuário e lar. Incluíram-se como áreas relacionadas a automatização, o meio ambiente, o e-commerce, a produção e a logística, a investigação e desenvolvimento, manutenção, aplicações informáticas, gestão e instalações. O Observatório irá oferecer a detecção de oportunidades para produtos básicos (conhecimento do estado e evolução de um determinado desenvolvimento técnico, sua aplicabilidade no momento presente ou a longo prazo), fichas, mapas de evolução tecnológica e informações técnicas. No projecto incluiu-se um catálogo de temas que se assumem como prioritários para a busca de oportunidades por áreas, com um extenso leque de referências. Somente a título de exemplo, entre estas referências contam-se as seguintes: fibras solúveis, polímeros de troca de fase, lâminas de componente hidrófila, coberturas permeáveis ao vapor, tecelagem por compactação, tratamento de têxteis com plasma, tecelagem por fricção, visão artificial aplicada à indústria têxtil e os exemplos continuam até perto de uma centena.