Aerosoles instala fábrica na Índia

Correspondente a um investimento da ordem dos 1,5 milhões de euros, a Ilpe Ásia destina-se a produzir calçado de senhora, tendo por grande objectivo fornecer sobretudo os mercados norte-americano e sul-africano. Artur Duarte, presidente do grupo Investar, detentor da rede Aerosoles, está também em negociações com um empresário local para a aquisição de uma fábrica de produção de solas, evitando assim o investimento que tinha previsto numa unidade de raiz neste domínio. «O processo está a ser negociado, mas ainda não há acordo», afirmou ao Diário de Notícias Artur Duarte, reconhecendo que «se não tivesse surgido esta oportunidade, já teríamos começado a construir, de raiz, uma unidade de fabrico de solas». O negócio, a concretizar-se, permitirá à Aerosoles «acelerar o processo em mais de seis meses», admite. Com 75 trabalhadores e uma capacidade instalada de 14 mil pares de solas ao dia, a unidade conta com uma carteira de clientes em toda a Índia. Além disso, dista cerca de 200 quilómetros da nova fábrica de calçado da Aerosoles que se encontra já operacional e se situa, igualmente, no Estado de Madras. Em Portugal estão actualmente seis quadros de topo da Ilpe Ásia terminando a fase de formação, que se iniciou em Maio. A partir de Julho, a fábrica, que empregará 150 trabalhadores e terá uma capacidade produtiva de 600 mil pares anuais no primeiro ano, iniciará pequenas encomendas de teste. De Portugal serão transferidas duas ou três pessoas, na fase de arranque, para fazer o apoio permanente. A produção começará em força a partir de Setembro, para a estação Primavera/Verão 2007, servindo não só a rede de retalho Aerosoles mas também as cadeias internacionais. «A Índia apresenta-se hoje como uma boa alternativa à China, em especial para os EUA, para onde é impossível concorrer a partir da Europa», conclui Artur Duarte.