Adidas compra pequenas marcas

As vendas da Adidas subiram em 2002 5 por cento, atingindo os 6.400 milhões de euros. A marca espera superar em 2003 os lucros e a facturação alcançados no ano passado. O presidente da empresa Herbert Hainer, declarou que o volume de negócios deverá crescer este ano “pelo menos 5 por cento” e assinalou a nova estratégia da Ásia e dos EUA. O crescimento da procura no mercado asiático, a reorganização do negócio nos EUA e os contratos com as estrelas do mundo do desporto fizeram com que a empresa registasse uma melhoria. A Adidas anunciou entretanto a compra da marca de artigos de golfe Dunlop Slazenger e o acordo com a Betlin para a produção de vestuário desportivo e de equipamentos para futebol, basebol, basquetebol entre outros. A marca aposta assim na compra de pequenas marcas que lhe podem dar mais controlo do mercado. Com esta parceria, a Adidas pretende “criar um uniforme que poderá fazer aumentar a procura da marca Adidas” permitindo fortalecer a parceria e direccionar a vendas dos equipamentos para as universidades e escolas secundárias”. O director de negócios da Adidas America David Howitt, afirmou que “esta parceria vai permitir-nos controlar as vendas da colecção de uniformes. Por seu lado o presidente da Betlin John Archer afirma que “ a Adidas produz os melhores produtos para os atletas em todos os níveis”. Nos nove primeiros meses de 2002 a empresa alemã aumentou as suas vendas 6,3 por cento, atingindo os cinco mil milhões de euros e o lucro líquido cresceu 8,2 por cento, atingindo os 199 milhões de euros.