A. Sampaio & Filhos premiada em Munique

Première Vision Paris, Mililipol, Ispo e, agora, Performance Days – desde setembro último que a A. Sampaio & Filhos tem somado milhas enquanto multiplica distinções. A feira dedicada aos tecidos funcionais de Munique acaba de considerar uma das malhas da especialista em tricotagem o produto mais sustentável a concurso.

Miguel e João Mendes

Munique está a dias de mais uma importante feira internacional para o sector têxtil e A. Sampaio & Filhos já tem viagem marcada para a cidade germânica, onde receberá mais um prémio pela inovação que encerra dentro de portas.

A Performance Days, que decorre nos próximos dias 18 e 19 de abril em Munique, avaliou a malha Baselayer Seaqual 64497 da A. Sampaio & Filhos e atribuiu-lhe o galardão Eco Performance Award, considerando-a assim o produto inovador mais sustentável de todos os sujeitos à avaliação do júri.

De acordo com o comunicado da produtora de malhas sediada em Santo Tirso, a malha Baselayer Seaqual 64497 é composta por «fibras de poliéster reciclado que são produzidas a partir de plásticos recolhidos no fundo do oceano, com toda a cadeia de aprovisionamento a situar-se numa localização geográfica específica com vista a reduzir o impacto ambiental».

O algodão orgânico está também presente na composição da malha que, para além das suas características sustentáveis, inclui ainda na sua ficha técnica as propriedades de controlo de odor, secagem rápida e elevada elasticidade.

O Eco Performance Award será entregue no início da Performance Days, no dia 18 de abril, próxima quarta-feira, pelas 10 horas, tendo este artigo posição de destaque no fórum da feira ao longo dos dois dias de certame.

A A. Sampaio & Filhos, que emprega cerca de 200 pessoas, há vários anos que aposta em produtos inovadores e amigos do ambiente. A distinção da Performance Days, de resto, vem juntar-se à estreia nos PV Awards, em setembro de 2017, onde foi selecionada por uma felpa italiana que combina algodão tradicional com algodão orgânico, algodão reciclado e caxemira (ver Dois portugueses nos PV Awards). «Ficámos contentes, no fundo não por ser esta malha em particular, mas por ser o reconhecimento do nosso esforço, o esforço que fazemos na sustentabilidade nas nossas coleções», afirmou, na altura, João Mendes, administrador da A. Sampaio ao Portugal Têxtil.

Sem sair de Paris, no mês seguinte, a A. Sampaio & Filhos participou na corrida aos prémios de inovação da Milipol, uma feira dedicada à segurança interna onde a empresa de Santo Tirso se juntou à Penteadora e à Heliotextil numa iniciativa privada inédita, partilhando o mesmo stand para promover as suas valências em conjunto (ver Trio português investe na segurança).

Já ste ano, na Ispo Munich 2018, a A. Sampaio & Filhos chegou à distinção suprema de “Best Product” em duas amostras – nas categorias de camada exterior e Soft Equipment –, colocou dois produtos no top 10 e teve mais quatro amostras selecionadas. «Acho que não mudámos muito os elementos que fazíamos, a diferença agora é que os tornamos mais visíveis. Ou comunicamos melhor. Não se trata de saber fazer, mas de fazer saber», sublinhou à data Miguel Mendes, responsável comercial da A. Sampaio & Filhos, em declarações ao Jornal Têxtil (ver Portugal marca pontos na Ispo).

Empenhada em assumir-se como repositório de inovação, a A. Sampaio & Filhos, que tem uma capacidade produtiva instalada de 600 toneladas mensais, registou em 2016 um volume de negócios de 18 milhões de euros, tendo crescido aproximadamente 15% em 2017.