80 anos de fotografia de moda

“Extreme Beauty” é o mote da nova exposição fotográfica presente no Palazzo della Regione, de Milão, que faz uma análise do papel da beleza na sociedade e da forma como, ao longo destes anos, os padrões e a percepção dessa mesma beleza se foram alterando. Annie Leibovitz, Steven Klein, Irving Penn ou Helmut Newton são alguns dos fotógrafos que têm os seus trabalhos expostos até ao próximo dia 10 de Maio. Os detalhes da exposição – que reúne cem das melhores fotografias de moda publicadas pela versão americana da revista “Vogue” – foram avançados numa conferência de imprensa em que participou Letizia Moratti, a Presidente da Câmara de Milão; Anna Wintour, a editora da "Vogue" americana; assim como os estilistas Domenico Dolce e Stefano Gabbana. Neste seguimento, a exposição apresenta o melhor da moda e a sua crescente evolução com o passar dos anos, sendo que é dado, nesta mostra, especial destaque à manipulação fotográfica e ainda à cirurgia estética – práticas que se evidenciaram mais nos últimos anos e que as fotografias não conseguem esconder. «Faz parte do que a mulher é hoje», assumiu Anna Wintour acrescentando ainda que «particularmente nos Estados Unidos da América, a cirurgia estética faz parte de um regime e não acho que as mulheres se sintam envergonhadas por causa disso. é apenas sinal da evolução dos tempos». Entre sofás de veludo, sequências de cortinas e um chão de terracota que data do século XIII, Jean Nouvel – arquitecto e director artístico que ficou responsável pelo percurso da exposição – quis criar a ilusão de que as fotografias pertenciam àquele espaço. De igual forma, Nouvel planeou a mostra para que cada fotografia tivesse direito a uma sala individual. O arquitecto explicou, citado pelo jornal espanhol "El País", que o objectivo de tal disposição é permitir que os visitantes contemplem as imagens «profunda e tranquilamente, da forma mais respeitosa e pessoal». A selecção das imagens de “Extreme Beauty” foi feita por Anne Wintour e por uma vasta equipa de criadores. A exposição estará em Milão durante cerca de dois meses e poderá ser vista também num catálogo lançado pela editora Skira.