1 em cada 3 t-shirts é espanhola

A Espanha foi, em 2000, o principal fornecedor de Portugal de t-shirts e camisolas interiores de malha, representando cerca de 1/3 das importações nacionais deste tipo de produtos. A concentração das importações num número restrito de países fornecedores é bastante evidente se tivermos em conta que 56,2% do total é oriundo da Espanha e França. A posição detida por estes dois mercados registou um reforço em relação a 1999, já que as exportações espanholas e francesas, cujo destino é o mercado lusitano, cresceram, respectivamente, 15,6% e 10,9%. Este crescimento foi superior ao acréscimo das importações nacionais de t-shirts e camisolas interiores (+8,2%), traduzindo-se num aumento das quotas detidas por estes dois países. As importações portuguesas deste tipo de produtos totalizaram, em 2000, 72,7 milhões de euros. O acréscimo em valor foi acompanhado por um aumento em volume mas a uma taxa inferior, tendo como consequência a subida do preço médio das importações para 3,56 euros/peça. Confrontando os preços médios de exportação dos principais fornecedores, constata-se que os artigos provenientes da Alemanha e Bangladesh são aqueles que apresentam preços mais baixos, enquanto que no lado oposto estão o Reino Unido e Itália com os preços médios de exportação para Portugal mais elevados. O estudo completo encontra-se em www.portugaltextil.com .